Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Clique e veja o que acontece


Dia Mundial dos Museus

por Azoriana, em 18.05.04

"Museu de Angra do Heroísmo expõe obras de Mestre Maduro Dias", assim divulga o Azores Digital, para hoje, em que se assinala o Dia Mundial dos Museus.
Leiam por favor a notícia na integra. Vamos ver a exposição pelas 21:30.
Sabe quantos Museus existem na Região Autónoma dos Açores? Se sabe agradeço que comente este artigo ou então faça a pesquisa aos Museus de Portugal e veja se os dos Açores estão todos contemplados.
Azoriana

Autoria e outros dados (tags, etc)

Simplesmente sonhar...

por Azoriana, em 18.05.04

Bate na vidraça,
a chuva das minhas mágoas,
não as posso enxugar!

Bate no meu peito
a dor de perder o jeito
de um dia te abraçar!

Bate na tela
o pincel que, um dia,
há-de teu rosto desenhar!

Mas não vou chorar...
Não vou abraçar...
Simplesmente vou sonhar,
com a luz do teu olhar...

Azoriana

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Vamos ao Teatro"

por Azoriana, em 18.05.04
Data Início: 12/Fevereiro/2004
Data do Fim: 31 / Dezembro / 2004
Título: "Vamos ao Teatro" - Projecto de Teatro Infantil
Descrição: "O Velho, o Rapaz e o Burro", adaptado por Eduarda Reis
3ªs e 5ªs ,Teatro Angrense
Escolas do 1º e 2º ciclo do Concelho de Angra
Categoria: Teatro
Ilha: Terceira
Local: Teatro Angrense

in Via Oceanica.com
Recentemente li um panfleto de divulgação "Vamos ao Teatro" - Teatro Infantil - "O Velho, o Rapaz e o Burro", adaptado por Eduarda Reis.
Era bom que todos gostássemos do Teatro. Eu gosto e até, se tivesse jeito, gostaria de participar, representando. Quem sabe um dia alguém olhe para mim e peça para fazer o teste. Oxalá não seja tarde demais, ou nunca será tarde?? Por exemplo, não foi tarde para o I Festival de Teatro das Velas 2004 e como escreveu o Presidente do Município "teatro sem gente, é como um oceano sem barcos".
Por isso, nem é tarde nem cedo para incluir um excerto do texto sobre - "História do Teatro", que não sendo minha autoria, fica para quem quiser ler, recordar ou ficar a saber mais:
"Foi há muito, muito tempo, na Grécia, que começou o verdadeiro teatro. Todos os anos, os gregos organizavam grandes festas em honra de um deus grego da natureza.
Durante as festas, havia apresentações, ao ar livre e nas praças públicas.
Havia peças tristes, chamadas tragédias, e peças alegres chamadas comédias. Os actores gregos usavam máscaras.
As peças contavam aventuras, histórias de deuses e príncipes.
Os actores faziam gestos sem palavras, a que se chama mímica, e dançavam; o actor usava as mãos, o rosto e o corpo para contar a história.
Mais tarde, companhias de actores montaram palcos simples de madeira, nas feiras.
Os actores viajavam de uma cidade para a outra, apresentavam-se nas ruas ou palcos simples.
Quando se construíram teatros cobertos, o palco foi separado da plateia por um arco; o arco era chamado o proscénio.
Com esse arco o palco ficava parecido com um quadrado. Todo o cenário era pintado em telas, chamadas panos de fundo.
Com o passar do tempo, o cenário foi ficando cada vez mais complicado e a maquinaria do palco ganhou muita importância.
Nós, açorianos, podemos orgulhar-nos da nossa cultura, nas mais variadas manifestações artísticas, nomeadamente no teatro.
Difícil se torna a qualquer estudioso precisar como e quando terão brotado as primeiras manifestações artísticas teatrais na nossa ilha, sabendo-se, contudo, que a nossa cultura popular assentou em autos, folias e bailados.
E terão sido os autos as primeiras representações com cariz teatral, representados em tablados armados em frente dos impérios. De qualquer forma, o teatro está na alma do nosso povo, e até hoje o teatro faz parte integrante da nossa cultura e do nosso riquíssimo património cultural.
Este é um teatro moderno. A forma do palco pode ser modificada de acordo com cada peça.
Há muitas coisas a fazer antes da apresentação de uma peça de teatro.
Os carpinteiros fazem o cenário. Pinta-se o cenário. Costuram-se as roupas dos actores.
Os actores estudam as suas personagens, e os seus papéis.
Os actores precisam de ensaiar muitas vezes os seus papéis antes da estreia da peça.
O director ou encenador planeia o modo como os actores vão falar e movimentar-se em cena (palco).
Os iluminadores ensaiam as mudanças de luz (de iluminação).
Antes da estreia, há um ensaio geral: neste ensaio, os actores usam as roupas que vão usar na apresentação da peça.
Assim, os actores ficam prontos para a estreia do seu trabalho de teatro."

Azoriana

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")
DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
DEZ ANOS
2014/04/09

Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.


SELO
Azoriana/Açoriana Blog
Azoriana/Açoriana Blog
@ 2004 etc.
VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 – Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD





Links

Voz dos Açores - gravações