Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Senhora da Piedade - Solar dos Remédios

28.07.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Senhora da Piedade

Imagens gentilmente cedidas por Eng. Péricles Ortins, a quem muito agradeço:

2015 Pietá - Sílvia Moura

Foto da autoria: Sílvia Moura. 2015

2015 Pietá - Péricles Ortins

Foto da autoria: Péricles Ortins. Julho de 2015, Solar dos Remédios

Não há mais linda que esta
Imagem da Mãe piedosa
Que de triste eleva a testa
Só de atitude chorosa.

O conjunto manifesta
A dor de uma Mãe ditosa
Que amparar só lhe resta
O Filho de tez dolosa.

Bendigo quem ressuscitou
E do sismo resgatou
A Piedade do Corpo Santo.

Feridas, dor e amargura
Fizeram desta escultura
O relevo que amo tanto.

2015/07/28
Rosa Silva (“Azoriana”)

Recordação: À laia de prefácio. Destinatário: Fernando Mendonça, do Juncal

21.07.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

1
Nada se pode perder
Nesta rede do universo
Coleção há que fazer
E nada fique disperso
O papel 'inda há de ser
O amparo do seu verso.
2
Será que minha influência
Teve algo a incentivar?
A rima não é ciência
Há o dom a encimar
E também a Providência
Dá mote pró seu rimar.
3
Por tudo o que já li
E tenho acompanhado
Chego a sair daqui
Com um gosto emocionado
Por ver que tem em si
O dom pra ser aclamado.
4
Pelos temas que levanta
Pela beleza da rima
Pela palavra que encanta
E nos prende a estima
Pela sua grande Santa
Merece a obra-prima.
5
Tem o mar beijando a areia,
Tem o Juncal onde ensaia,
Tem a sua mente cheia
De valor que não desmaia
E tem amor na ideia
Pela sua linda Praia.
6
Cada verso que constrói
É a prenda feita flor
A lembrar o que já foi
E o que é como escritor
A riqueza de um herói
É partilhar seu valor.
7
Estou certa, e com certeza,
Haverá uma maneira
De divulgar a beleza
Que guarda à sua beira
O amor pela natureza
E o amor pela Terceira.
8
Venha a paz, sem vinagres,
Venha o sonho desse dia,
Venha tudo o que consagres
A Santa Rita que guia
E à Senhora dos Milagres
Que é a melhor companhia.

Rosa Silva ("Azoriana")

Resposta:

Santa Rita minha amada
Dá-me sempre inspiração
E a esta amiga adorada
Dá-lhe sempre a tua mão!
Foi com ela de mão dada
Que do verso fiz paixão!...

Fernando Mendonça

Chão sagrado

20.07.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Ponta da Serreta

Na Serreta fui nascida
Num quarto à média luz;
Andei por tanta guarida
Desta ilha de Jesus.

Foi a vida preferida
Que a outra me conduz;
Pela rima fui tecida
E em nada me reduz.

Em S. Carlos vivo agora,
Residência permanente,
Recordando a minha gente.

Coitado daquele que mora
Num lugar distanciado
Deixando seu chão sagrado.

Rosa Silva ("Azoriana")

Paixão de rimar

14.07.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Quando eu penso desistir
Desta febre de rimar
Vem sempre algo impedir
Das rimas deixar voar.

A Terceira é brava e mansa
Quando toca à investida
E quando a letra balança
Na escrita da nossa vida.

Tantas vezes amansei
O terceto que sonhei
No clarão da madrugada.

Tantas vezes me apaixono
Pla rima que vem do sono
E voa por tudo ou nada.

Rosa Silva ("Azoriana")

Pág. 1/2