Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Para a "Voz dos Açores" em direto de Santa Bárbara - 2015/08/29

29.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

SANTA BÁRBARA (in “Voz dos Açores”)

Santa Bárbara da Terceira

Santa Bárbara - ilha Terceira

É torre de oração
É raio de amor somente
Relâmpago de saudação
No meu verso repetente.

Fez martírio à filha
Nem o seu pai ficou vivo,
Santa Bárbara hoje brilha,
Visitá-la é bom motivo.

Está em festa a freguesia
Com os de cá e os de fora
É motivo de alegria
Pra quem os abraça agora.

Bárbara santa, Bárbara feliz,
Rodeada de amigos
Que fazem da sua raiz
A memória dos antigos.

Dos novos também se fala
Porque são a geração
Da festa que nos regala
Por amor à tradição.

Não há tempo a perder
Cada um é como é
Mas é sempre bom viver
O cantinho da nossa fé.

Euclides Álvares e senhora
Estão na ilha dos amores
Em direto, sem demora,
Na linda “Voz dos Açores”.

“Voz dos Açores” o programa
Com gosto de alma inteira
E de quem fala e ama
Santa Bárbara da Terceira.

Outras ilhas, outros lares,
Outros trilhos mundiais,
Na língua dos insulares
Na palavra dos jograis.

Um abraço de alegria
Troveja do coração
Direto da freguesia
Saudando qualquer Nação!

Vinte e nove de agosto do ano de 2015
Rosa Silva (“Azoriana”)

Programa das Festas de Nossa Senhora dos Milagres - Serreta - 2015

28.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

SÁBADO (12 de setembro)

19:00 - Desfile da Filarmónica Recreio Serretense (do Pico ao Santuário)

20:00 - Novena

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

22:00 - Concerto da Filarmónica Recreio Serretense

Filarmónica Recreio Serretense

23:30 - Tradicional Fogo Preso

00:00 - Missa

 

DOMINGO (13 de setembro)

06:00 - Missa / Alvorada (zona abaixo do Santuário)

10:00 - Missa

16:00 - Missa Solene em Louvor da Nossa Senhora dos Milagres, seguida da Procissão

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

21:30 - Espetáculo Musical com o Grupo "Bel Cantus"

Bel Cantus

SEGUNDA-FEIRA (14 de setembro)

06:00 - Alvorada (zona acima do Santuário)

11:00 - Missa

17:00 - Tradicional Tourada na Praça do Pico da Serreta
             (com 4 toiros puros de Marco Nogueira
              abrilhantada pela Filarmónica Recreio Serretense)

Domingo e Segunda-feira

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

21:00 - Noite Infantil com Insufláveis, Pinturas e Balões

21:30 - Espetáculo Musical com o Grupo "What Up"

What Up

TERÇA-FEIRA (15 de setembro)

12:00 - Tradicional Bodo de Leite

18:00 - Missa seguida de Procissão em Louvor de Santo António

19:00 - Bodo das Brindeiras

Brindeiras

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

21:30 - Grandiosa Cantoria Açoriana com os Cantadores:

             Bruno Oliveira, Carlos Andrade,

             José Eliseu, Marcelo Caneta,

             Fábio Ourique e Tiago Clara,

             acompanhados pelos tocadores:

             Osvaldinho P. Lima, Osvaldo M. Lima, Tiago e Paulo

 

QUARTA-FEIRA (16 de setembro)

11:00 - Excursão ao Tentadero Francisco Sousa

17:30 - Tourada à Corda com Toiros de F.S., E.R., R.B., C.A.J.A.F.

 

QUINTA-FEIRA (17 de setembro)

16:00 - Tradicional Vacada na Praça do Pico da Serreta

             (com vacas de Marco Nogueira

              abrilhantada pela Filarmónica Recreio Serretense)

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

21:30 - Concerto de Pasodobles pela Filarmónica Recreio Serretense

 

SEXTA-FEIRA (18 de setembro)

20:45 - Abertura da Iluminação e Bazar

21:30 - Espetáculo Musical com o Grupo "Só Forró"

             oferecido pelo Sr. José Gabriel Mendonça

Só Forró

SÁBADO (19 de setembro)

17:30 - Tourada à Corda com 4 Toiros Puros de Rego Botelho

             oferecida pelo Sr. José Gabriel Mendonça

 

Tourada extraordinária

 

* After Party junto à Praça de Toiros - Animação de rua pelos "Fun Guys Band" *

Fun Guys Band

 

 

APOIOS:

Junta de Freguesia da Serreta

Junta de Freguesia das Doze Ribeiras

Câmara Municipal de Angra do Heroísmo

Sociedade Filarmónica Recreio Serretense

Proteção Civil e Bombeiros dos Açores

 

ATENÇÃO:

FECHO GERAL DO TRÂNSITO

SÁBADO - DAS 18:00 ÀS 02:00

DOMINGO - DAS 15:00 ÀS 21:00

 

FELIZES FESTAS EM LOUVOR DA SENHORA DOS MILAGRES

SERRETA 2015

N. S. Milagres da Serreta

Lenda do Monte Brasil - Terceira (em verso)

25.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Como reza a tradição
Da bela ilha Terceira
Havia uma paixão
Numa lenda pioneira.

O Atlântico apaixonado
Pela Princesa Baía
Acabou “enlutado”
De alegria vazia.

Era Príncipe dos mares
Como assim o conheciam;
Foi deitando seus olhares
A quem não correspondiam.

Princesa de belos cabelos,
Louros e cadenciados,
De amor, sem atropelos,
Por outro dos seus amados.

O ciúme incendiou
Nosso Príncipe apaixonado;
Atlântico então chamou
Uma Fada para seu lado.

Violento e desordeiro
Pra mudar acontecimentos:
A Fada foi quem primeiro
Fez magias, feitiços e ventos.

Nada conseguiu então
E o Príncipe dos Mares,
Furioso, deu expulsão
A Fada pra outros lugares.

A Princesa por entre olhares
Trocou o primeiro beijo;
Acorda Príncipe dos Mares,
Com sussurro relampejo.

Fazia da rocha seu leito,
Basalto e vulcânica areia,
E acordou de um jeito
Que a coisa tornou-se feia.

Até a Fada voltou
A este reino terceirense
Apaixonada já se mostrou
Mas o Príncipe não convence.

Queria vingar-se também
Do Príncipe, Senhor do Mar;
Ele apenas queria bem
À Princesa pra seu par.

Vendo-o tão furioso
A Fada se ofereceu
Para vingar o seu ditoso
Que contra a terra se bateu.

Cego de raiva e ciúme
Com mais ódio disse à Fada:
“Correi e fulminai”, como lume,
“Quem roubou a minha amada”.

“Mas…” ainda na voz dele,
Afirmou sua intenção:
“Lembrai-vos, só a ele,
Mal… À minha amada não!”

A Fada aceita o desafio,
Até convida o Senhor;
Acena a cabeça, que ele viu,
E leva p’la mão seu “amor”.

Na praia dois apaixonados:
A Princesa, ao sol poente,
Com os cabelos dourados,
Reclinada ao amor somente.

A Fada soltou sua mão
Do Senhor do Mar e foi…
Num encanto de magia, então,
O Monte ela constrói.

Monte Brasil fica a ser
Aquele eterno rochedo,
Altivo, sem mais prazer,
Coberto pelo arvoredo.

Jamais a Princesa o deixou,
Ficou sendo sua Baía
Angra que de paixão ficou
Reclinada de noite e dia.

Para sempre estão unidos
Milénios de romantismo;
E agora são conhecidos:
Lenda de Angra do Heroísmo.

Embalados pelas marés
Está aquele par romântico,
Soluçando a seus pés
O Senhor do Mar: Atlântico!

Não é triste esta história
É uma lenda de valor
Que a moral sejam a glória,
Fidelidade e amor.

Quem o Mal quer provocar
Acaba na ratoeira;
Esta lenda é exemplar
Porque ergue uma bandeira
Ao Bem que, sem lutar,
Se deitou à cabeceira,
Tanto ao sol como ao luar,
Do Monte que na Terceira
Tem a Baía pra amar
Muito além da vida inteira.

Rosa Silva (“Azoriana”)

Nota: Inspirada na “Lenda de Angra do Heroísmo - Terceira", na página da Casa dos Açores do Ontário, Canadá.

Lenda do Monte Brasil

 

A propósito de uma pesquisa cujo termo é "Hino"

25.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

À Casa dos Açores de Ontário - Canadá

Confesso deu-me alegria
Esta Casa que encontrei;
Antes não a conhecia
Mas garanto que gostei.

Honram as nossas raízes
E as boas tradições;
Pra sempre sejam felizes
Ficam em nossos corações.

O trigésimo aniversário
Em 2015 se conta:
Um evento extraordinário
No fim do ano se aponta.

Em Ontário sempre honrosa
Com dedicados valores:
Por Deus seja gloriosa
Vossa Casa dos Açores!

Vosso dia se festeja
Em dezembro em plenitude
Esta Rosa vos deseja
Flores de alegria e saúde.

Se a rima em mim chove
Como flores na primavera
Parabéns pró dia nove
De dezembro desta era.

Nesse dia se cá estiver
Florescendo em doce rima
Hei de voltar para ver
Se me leram com estima.

Mérito e maiores louvores
Dou à vossa Comunidade;
Da Terceira, dos Açores,
Grande abraço de amizade.

Rosa Silva ("Azoriana")

Santa Bárbara em Festa!

23.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Santa Bárbara se enfeita
Para a Festa asseada
Com sua vinda será feita
Uma Festa partilhada.

Com honra e circunstância
Vem Euclides festejar
Recordando a sua infância
Mata a saudade do lar.

Santa Bárbara é freguesia
Com grandes melhoramentos
Zona de lazer é alegria
Pra comemorar eventos.

E a Senhora da Ajuda
Abençoa os visitantes
Em boa hora nos acuda
E à saudade dos emigrantes.

Cada um dá do que tem
Numa onda de fé viva
O regresso à casa mãe
É a dádiva festiva.

Parabéns p'la sua vinda
Da Califórnia de valores:
Dou mais valores ainda
À longa "Voz dos Açores"!

Rosa Silva ("Azoriana")

Gravado para Rádio Portugal USA.

Festas de S. Carlos lança programa hoje

23.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Festas S. Carlos 2015

 «A Comissão de Festas do Império de São Carlos 2015, apresenta no dia 23 de Agosto, próximo domingo, pelas12h30m, no Largo de São Carlos, o Programa de Festas de São Carlos 2015.

Para o efeito convidamos todos os Irmãos, interessados e muito particularmente os órgãos de comunicação social,canais locais de televisão e rádios locais.

Agradecemos desde já a vossa presença.»


Minha dedicatória

S. Carlos tem o Divino
Na sua Festa anual
Quer-se um alegre hino
De amizade fraternal.

Toda a sua Irmandade
Quer honrar o seu Império
Com duzentos anos de idade
Louva Deus e seu Mistério.

A Santíssima Trindade
Dá-lhe gosto, tira o pranto;
À divina santidade
Pai, Filho e Espírito Santo!

Canta a nossa alma inteira
Um hino de caridade
Pra S. Carlos da Terceira
Que se une à Cidade.

Rosa Silva ("Azoriana")

Lançamento do livro de Paulo Jorge Martins Ávila

22.08.15 | Rosa Silva ("Azoriana")

Paulo Jorge

Lançamento do livro de Paulo Jorge Martins Ávila

Hoje é dia importante
Cada um tem seu alforge
Quando chegar mais adiante
Vou ter o livro de Paulo Jorge.

Paulo Jorge é bom amigo
E também boa pessoa
A poesia traz consigo
Cantador de rima boa.

Hoje vou-te abraçar
E saber o que preciso
Como é o teu olhar
No louvor do improviso.

Sempre chegou o teu dia
De elevares tua grandeza
No que toca à poesia
Eu vou gostar de certeza.

Parabéns que bem mereces
Nesta digna ocasião
E sei que bem reconheces
O que se faz com paixão.

A paixão pela escrita,
Vai ser sempre nossa amiga;
Mais popular e favorita
Divulgar cada cantiga.

Rosa Silva ("Azoriana")

 

 

Pág. 1/3