Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Turlu / Improvisadores

31.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Turlu Improvisadores

[19/03/2016 às 18:22]

Uma bíblia é assim
Há outra que veio primeiro
Mas esta é puro alfenim
De improviso pioneiro.

O que escrevem sobre mim
Está são e verdadeiro
Quando chegar o meu fim
Fica o escrito por inteiro.

Parabéns aos cantadores
Da Diáspora e Terceira
Listados à boa maneira.

Parabéns improvisadores
Aos mais e menos ativos
Aos que partiram e aos vivos!

Rosa Silva ("Azoriana")

Ouvir

Gravado para Rádio Portugal USA.

Na véspera: Bagos de carinho!

31.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Não sou rainha não tenho coroa
Mas sou da flor uma semente
Não tenho escrita como Pessoa
Mas a Serreta foi meu nascente.

Eu sou da Santa que me abençoa
Mãe dos Milagres que faz à gente;
Se mais escrevo, mais se apregoa,
A fé que tenho na minha mente.

E seja a véspera de fazer mais um
Ano que espero ser duradouro
E não dê à escrita algum agouro.

Uma lembrança para o amigo Brum
Que nos Biscoitos ama seu Vinho:
À sua saúde bagos de carinho!

Rosa Silva ("Azoriana")

A Luz da Vida (2)

26.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

A oração é minha luz
É a luz do pensamento;
A pensar quedo o momento
Numa oração para Jesus.

Tanto silêncio me seduz
A prolongar o isolamento,
Para orar p'lo sofrimento
Dos que sabem o que é a Cruz.

Rezo assim, na escuridão,
Fixando o fio que dá à prata
O brilho d'ouro abençoado...

Medito com devoção;
Louvo a Deus, de forma grata,
P'la semana ao nosso lado.

Rosa Silva ("Azoriana")

A 14 ou 21 março é de Poesia

21.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Fonte da imagem: Biblioteca Municipal de Ponte de Sor.

 

CELEBRAR POESIA

Ter um dom é uma flor
Na lapela do sorriso
Desnorte dum sonhador
A sonhar sem ser preciso.

Poesia não tem cor
Basta fazer um juízo
E na voz de um cantador
Tecer brioso improviso.

Os poetas não tem dia
Celebra-se a POESIA
Seja escrita ou seja oral.

Tudo em março se fizera
E de março então se espera
Poesia mundial.

Rosa Silva (“Azoriana”)

FFF. 2016/03/19

19.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Que bonito o meu amor
Na tela da juventude,
Hoje mereces meu louvor
Que Deus sempre te ajude.

Vejo alegre o teu fervor
Num sorriso de atitude
Seja o passado o que for
No presente haja saúde.

Meu amor e companhia
Neste dia e nesta hora
Tua flor Rosa Maria.

Neste terceto é que vai
A rima que em mim mora
Para o céu e para o teu pai.

Rosa Silva ("Azoriana")

Dia do Pai - 2016

19.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Deus te guarde lá no céu
De trabalho foste rico
Nasceste pra ser ilhéu
Na Terceira vindo do Pico.

Pai hoje te bendigo eu
Contigo me identifico
Metade de ti é meu
Do credo eu não abdico.

De génio tinhas um tanto
De bom mas não eras santo
Fizeste obra valiosa.

Fizeste-as bem diferentes
Mas são as tuas sementes
A Humberta e antes a Rosa.

Rosa Silva ("Azoriana")

AÇORES

18.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

AÇORES

Biscoitos de lava
De terra brava
Gente de paz
Fonte de rima
Que nos sublima
Tudo se faz.

Cortina de bruma
Lençol de espuma
Mar de anil
Céu d'improviso
Em tons de riso
De cores mil.

Verso e canção
Nossa paixão
Tão populares
Ramo de artistas
Ou repentistas
De bravos lares.

Serras e vales
Que deles fales
Plo mundo fora
Leva ao peito
Amor-perfeito
Que por cá mora.

Campos e fajãs
De nove irmãs
Cheias de graça
Dão-te um beijo
Com o desejo
Que a volta se faça.

Açores do coração
Vinde visitar
Cada ilha é estação
De terra e mar
Para te abraçar
Na festa de Verão.

Rosa Silva ("Azoriana")

Flor Maria

17.03.16 | Rosa Silva ("Azoriana")

Flor Maria

Serreta berço natal
Uma flor junto da serra
Florindo o vale da terra
Da Virgem paroquial.

Serreta flor imortal
Cujo brilho não encerra
Quando vista nos descerra
Todo o amor fraternal.

Se à Serreta trouxeres
Outra flor da emoção
Coloca junto a Maria.

Olha a Mãe como puderes
Cantando uma oração
À flor mais linda do dia.

Rosa Silva ("Azoriana")

Pág. 1/2