Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Perfume divino

30.07.20 | Rosa Silva ("Azoriana")

Com Seus cabelos reais
Em tão bonita imagem
Livrai-nos agora e mais
Deste vírus em viagem.

Santo Cristo em S. Miguel;
Bom Jesus lindo no Pico,
Sua Mãe, Virgem fiel,
Na Terceira identifico.

Este ano não se querem
Ajuntamentos festivos
Mas no lar o que fizerem
É sinal que estamos vivos.

Por aqueles que Deus chamou
Por ser esse o seu destino
Bom Jesus já os salvou
Com Seu perfume divino.

Rosa Silva ("Azoriana") 

Ai "Tal Pai Tal Filha"

30.07.20 | Rosa Silva ("Azoriana")

Não precisa temperar
Nem qualquer ingrediente
Tudo serve para alegrar
Nosso povo, nossa gente.

Rir é o melhor remédio
Nisso vocês tem razão
"Tal Pai Tal Filha", sem tédio,
Alegram qualquer visão.

Fico à vossa espera
Num dia mais nublado
Salomé é Primavera,
Verão e tudo caldeado.

O pai Martins, pois claro,
Tem muitas artes em si,
Também nele eu reparo
A rir com a filha aqui.

Porque não vão para a MEO
Fazer o vosso Canal?!
Era como ir ao céu
Com diversão sem igual.

Se de rima não gostarem
Tenho pena sim senhor...
E também se não falarem
Não vos tiro o valor.

Rosa Silva ("Azoriana")

Mãe de Luz

18.07.20 | Rosa Silva ("Azoriana")

A Mãe dourada de Luz
No "adeus" da procissão
Levando ao colo Jesus
Que brilha no Coração

A imagem vem à rua
Porque desce do Altar
Beija o Sol que beija a Lua
Em setembro o luar.

Eu vos peço Mãe Maria
Mãe pura de Santidade
Livra o mundo da pandemia
Chama a Ti a comunidade.

E se tal não se consegue
Porque a arma é poderosa
Sai do Altar e então segue
O pensamento da Rosa.

Quando não se vai à montanha
A montanha vem a nós
E os fiéis acompanha
Num móbil carro a sós.

E que a segunda-feira
Seja sempre respeitada
Dê à nossa ilha Terceira
Tolerância abençoada.

Rosa Silva ("Azoriana")

P.S. Inspirada na foto de Ricardo Laureano e no vídeo da procissão de 2019, realizado por Fernando Pereira "FP"

Inspira-me

14.07.20 | Rosa Silva ("Azoriana")

No reflexo da cortina
Fica a gozar brilho e luz
Que o dia lhe destina
Que esta ilha lhe seduz.

Da janela para o mundo
Vai um toque de magia
Que seja um dia fecundo
Pró trabalho que se cria.

Com afinco natural
Envolvido em duras dores
Meu zelo é capital
Pelo bem destes Açores.

Açores da Região
Que se preza em beleza
Em que a nossa união
É a maior com certeza.

Rosa Silva ("Azoriana")

Álamo Oliveira - minha dedicatória

11.07.20 | Rosa Silva ("Azoriana")

Álamo de Oliveira

☆ 75 anos ☆

Letra de alfenim
Escrita gomada
Poeta é assim
Uma alma lavrada.

Rico de heroísmo
Livro de glória
Romance e lirismo
Raminho de História.

É Ilha de pé
Com as mãos unidas
Todos sabem quem é
Aqui e noutras saídas.

Emigrantes na lapela
Ao lado do coração
Como se fosse janela
Atenta ao sol de Verão.

Álamo amigo de tantos
Pergaminho da gente
Um criador de encantos
Que se lê eternamente.

Só não consigo dizer-lhe
O que aqui lhe digo
Talvez pudesse ler-lhe
Os olhares de amigo.

Amigo que reconheço
Em cada letra criada
E que hoje agradeço
Sua escrita iluminada.

Iluminada e incomum
Uma obra de pasmar
Poeta só mesmo um
Álamo de ilha e de mar.

11/07/2020

Rosa Silva ("Azoriana")

P. S. Ver em blogue Comunidades