Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Minha filha na foto de Fernando Pavão

31.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Aida Borges foto por Fernando Pavão

Fonte de amor

Filha minha, querida filha,
Que olhos belos eu vi chegar,
Presente lindo de se amar,
Que se renove a maravilha.

É doce estrela que brilha
Numa visão insular
Que é da Terra e do Mar
Numa onda quase em quilha.

Os olhos dela que admiro
No terceto que os refiro
Para lhe dar grã valor.

Meus filhos pérolas são,
Mesmo olhar, mesma visão,
A mesma fonte de amor.

Rosa Silva ("Azoriana")

Amante da natureza

30.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Costinha

(Dedicatória a Eduardo Costa "Costinha")

Por ter berço no Raminho
Que é um ramo natural
Nutre um grande carinho
Pelo seu torrão natal.

Enfrenta qualquer caminho
Como guarda especial
Mesmo que mude o ninho
Não encontrará igual.

O "Costinha" vai em frente,
Seguro, forte e valente,
Rendido à pura beleza...

Terra, água das ribeiras,
Ele dá largas a fronteiras
Como amante da natureza.

Rosa Silva ("Azoriana")

O luto interior

30.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Aproveitem bem a hora
P'ra saborear a vida;
A morte sem despedida
É o que acontece agora.

Há o mau vírus que ignora
A grande dor da partida
A maior e mais sentida
Que num instante devora.

Vive-se numa aflição,
Parte-se na solidão,
"Até sempre" só se diz...

Apelo às boas condutas,
Com frases não se dê lutas,
Dê-se amor ao infeliz.

Rosa Silva ("Azoriana")

Descansa em Paz: António Pais, cantador "O Bolas da Graciosa".

António Pais "o Bolas da Graciosa"

Abraçando a natureza!

30.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Maria Fagundes 2021

Força Maria
Na tua aventura
Goza o dia
Junto à frescura
Com alegria
Faz-se Cultura.

Eleva a vida
Com teu prazer
És a guarida
Do teu viver
A destemida
Sim, podem crer.

Água e vales,
Terra e ação,
Nunca te cales
Na atuação,
Foge dos males
Com salvação.

Maria é estrela,
É vento e brisa,
Podemos vê-la
Onde é precisa,
Natural tê-la
Nunca indecisa.

Recente amiga

No virtual
Não há fadiga
No seu real
Talvez consiga
Ser especial.

Cotovelada
É cumprimento
E mascarada
Faz o momento
Com tudo ou nada
Haja talento.

Rosa Silva ("Azoriana")

"Solário" de rima

29.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Autor Paulo Gil 2021

O sol nesta noite brilha
Porque é feito de sorriso
Numa noite de improviso
Da quadra que maravilha.

Que o meu sol chegue à ilha
Porque dele bem preciso
E desde já o aviso
Que da luz haja partilha.

A luz faz-me iluminar
No verso que faz pensar
Nas horas, dias e meses.

Quero avançar nessa luz
Por isso peço a Jesus
O "solário" mais vezes.

Rosa Silva ("Azoriana")

Foto de Paulo Gil . Agradeço a autorização de ilustração da minha inspiração. Este sonetilho serve de registo para uma excelente notícia recebida neste dia.

Bom dia Amigas!

28.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Brindemos com alegria,
[Cada qual tem a que quer],
Seja para amiga/mulher,
Ou a quem dou cortesia.

Confinemos a folia,
Como outra cousa qualquer...
Reine, como se puder,
Afagos da poesia.

Seja singular e modesta,
Muito branda nossa festa,
No aconchego do lar.

Ao invés de se sair
Bem podemos reluzir
Na intenção de louvar.

Rosa Silva ("Azoriana")

A minha série: Sentir ilhéu (10) - Sou...

25.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Rosa Silva

Sou da ilha, sou ilhoa,
Sou do Mar (ilha do pai)
Sou da Terra (ilha mãe)
Sou, no fundo, amor de alguém
Que comigo também vai
Com a rima que apregoa.

Sou da Festa, sou do Bravo,
Sou do campo, sou da cidade,
Sou daqui, e de outra banda,
Sou do verso que me comanda,
Na dupla velocidade
Da quadra que, em mim, gravo.

Sou livre, sou ancorada,
Sou só e de cousa alguma,
Sou vento, sou verdejante,
Sou de uma ave distante,
Tão feliz na minha bruma,
Com a rima orvalhada.

Sou da roseira, o eco forte,
Sou da vida que Deus quis,
Sou da Terceira, ilha lilás.
Sou do que fiz e fui capaz.
O destino nada me diz...
Hei de ser pó, a minha sorte.

Rosa Silva ("Azoriana")

A minha série: Sentir ilhéu (9) - Risonha aventura

25.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Laranjas

Um sonho anda ancorado
À ideia que me insiste
Em saber se ainda existe
«Laranja de mar salgado».

Não há trilho antecipado...
Na mente só me persiste
O sonho da cor que viste...
Hoje, só, desamparado.

Então, vem de novo, à mente
O eco de mais passadas
Entre a sombra das ramadas...

Tão pura foi a semente,
Do teu querido pomar,
Que não consigo encontrar.

Rosa Silva ("Azoriana")

A minha série: Sentir ilhéu (8) - Voa... voam...

23.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Carnaval 2020

Este ano não há na Terceira
Como não havia outra igual
Uma alegria verdadeira
Com bailinhos de Carnaval.

Foste embora da nossa beira
E isso não foi por mal
Queres seguir uma carreira
Que seja útil e regional.

Mas a lembrança não voa
Nem sequer se fecha à toa
Com a chave da emoção.

Hão de chegar esses dias
Que as rimas e as melodias
Voam em cada coração.

Rosa Silva ("Azoriana")

A minha série: Sentir ilhéu (7) - "Tudo se vai"

23.01.21 | Rosa Silva ("Azoriana")

Um xaile de nevoeiro
Faz-me recordar de outrora
Vizinha Nossa Senhora
No alto do seu viveiro.

Não, nesse lado, o primeiro
Santuário que agora
Chama os que estão por fora
Rendidos a um cativeiro.

"Tudo se vai" é o que sinto...
E juro-vos que não minto
No átrio da oração.

Fui feliz naquela serra,
Que hoje entre Mar e Terra:
"Tudo se vai" mas Ela não.

Rosa Silva ("Azoriana")

Pág. 1/3