Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Destaque ao soneto 233 de Bernardo Trancoso - "Quatro"

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 26.03.06

Quatro

Co'apenas quatro versos, o escritor
Já começa a compor o seu soneto
De quatro partes. Parte de um quarteto
Cantar aos quatro cantos sua dor -

Nas quatro letras da palavra amor,
Nas quatro finas folhas do amuleto,
Quatro fases da lua em branco e preto,
Quatro estações de frio e de calor...

Das quatro direções procura o norte
Dos quatro naipes do baralho, a sorte
E a morte de um desejo insatisfeito.

Seu brado ecoa pelos quatro ventos
Mar, terra e fogo, enfim, quatro elementos
Nas quatro cavidades do seu peito.

Bernardo Trancoso


Neste sítio, de Bernardo Trancoso, existem milhares de sonetos. Vale a pena aceder e comprovar a
excelência do seu autor, a quem faço uma homenagem.

Fiquei deveras encantada com um registro inserido, em 2005-12-31, no
livro de visitas deste sítio, oriundo da amiga brasileira Gracilene Pinto e a respectiva resposta do poeta Bernardo Trancoso. Segue-se a transcrição:

"Comentário:
Caro Bernardo, Somente hoje através do blog da minha amiga açoriana Rosa Maria Silva descobri este lindo espaço que criastes. Parabéns pela iniciativa! O mundo precisa de poesia para que as pessoas se tornem mais humanas, mais sensíveis... Espaços como este e como a Galeria Açores são um paraíso aqueles que desejem soltar a imaginação e expressar o que lhes dita a alma. Além de que, vendo as origens dos comentários, percebe-se que servem também, como diz o hino do Vasco da Gama, um traço de união Brasil - Portugal, unindo os luso-brasileiros ou brasi-lusos, de lá e de cá, em uma mesma comunidade fraterna como o bom Deus deseja aos filhos seus e como deve continuar a ser sempre e sempre, já que somos todos frutos da mesma velha cepa portuguesa. Um abraço Gracilene Pinto

SONETOS.COM.BR: O mundo precisa de poesia, de amor, de pessoas sensíveis como você, Gracilene, que vêm até aqui prestar um agradecimento a este poeta, que o retribui com muitos votos de felicidade. A Azoriana tem ajudado muito a divulgar este espaço, e é um prazer receber os amigos dela aqui. A casa é sua também! Escreva mais sonetos... Até agora só recebi um de sua autoria..."

Perante isto que dizer?! Mil vezes obrigado a ambos e... venham mais sonetos. Sem dúvida, que é imperativo visitar este sítio e participar.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")
DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
DEZ ANOS
2014/04/09

Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.


SELO
Azoriana/Açoriana Blog
Azoriana/Açoriana Blog
@ 2004 etc.
VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 – Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD





Links

Voz dos Açores - gravações