Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 976)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Carta aberta a Sua Excelência o Presidente do Governo Regional dos Açores

30.07.06 | Rosa Silva ("Azoriana")

Em nome da Senhora dos Milagres, da Freguesia da Serreta, da Ilha Terceira - Açores, começo.
Pai, Filho e Espírito Santo.

Angra do Heroísmo, 30 de Julho de 2006

Exmº Senhor
CARLOS CÉSAR
Presidente do Governo Regional dos Açores

O senhor é o pai dos nossos Açores e tem uma família distribuída pelas nove pérolas do Atlântico, às quais chamamos ilhas. Cada uma delas é uma flor que eu lhe ofereço com muito carinho, num bouquet de cores que as caracterizam (amarela, verde, lilás, branca, castanha, cinzenta, azul, rosa, e o negro que simboliza o Corvo, que as levaria no bico).

O senhor tem vários colaboradores que tratam dos diversos assuntos que dizem respeito a todos. Eu já fui pedir a vários deles para nos auxiliar a trazer à Serreta uma devota de Nossa Senhora que é cantora para vir cantar na noite do Domingo da Festa de 2006, porque a Padroeira da Serreta vai ter a sua Primeira Festa no novo Santuário que foi elevado a 7 de Maio de 2006, pelo Reverendíssimo Bispo dos Açores, mas a resposta até agora foi silenciosa.

A verdade é que esta falta de resposta já está a deixar-me desesperada porque estas coisas não se prevêem, acontecem quando menos esperamos, e eu tive culpa porque falei dos milagres de Nossa Senhora aos quatro cantos do mundo, e, sabendo dessa pessoa que precisava de ajuda porque estava doente, eu recomendei-lhe que recorresse a Nossa Senhora dos Milagres que é quem pode interceder nas causas difíceis. E a fé desta nova amiga até foi mais longe, pois num instante conseguiu criar um cântico dedicado de agradecimento pela graça obtida, a que eu chamo Hino do Santuário, e a sua voz tem a sabedoria exacta para o cantar na noite do dia principal da festividade, entre outros temas que fazem parte do seu repertório.

Recorri à Comissão da Festa e obtive resposta favorável para alojamento e refeições desta advogada, dramaturga e cantora de São Luís do Maranhão - Brasil. Mas a Serreta é uma freguesia com pouca população e não tem mais hipótese de outra colaboração além do nosso Governo. Assim sendo, só falta a verba para o transporte aéreo porque até há guitarristas que se disponibilizaram para acompanhar a actuação, a título gracioso.

A convidada em questão só não paga as despesas da viagem do seu próprio bolso porque ficou sem recursos devido ao AVC que lhe acometeu, e eu não possuo recursos suficientes e disponíveis (e vossa excelência pode averiguar isso) para custear isto, caso contrário o faria alegremente. Mas a nossa vontade é muita em abrilhantar a Festa da Nossa Divina Mãe que é a intercessora da Terra junto a Jesus, e que é amada por todos os seus filhos serretenses, e como se pode constactar, até mesmo fora dos Açores.

Eu acredito n'Ela porque mesmo sendo uma Imagem, não é uma imagem qualquer. É ali que acorrem milhares de peregrinos com os olhos postos em seu altar para agradecer-Lhe as graças obtidas. Isso, com certeza não acontece por acaso.

Senhor Presidente, CARLOS CÉSAR, em nome da Comissão da Festa digo-lhe que estou disposta a colocar uma «Fita de Solidariedade» no andor da Senhora dos Milagres, com o(s) nome(s) que V. Excelência entender que eu coloque, que possa(m) contribuir para a vinda desta cantora, que nos virá cheia de gratidão e alegria presentear com sua voz a Festa da nossa Padroeira, que não olha a fronteiras e ama a todos por igual.

Seria lindo ouvir a actuação da Drª. Gracilene do Rosário Pinto cantando os seus versos no nosso Santuário.

Acredite que eu e a Serreta estamos em lágrimas, porque como naturais da Serreta, isto é muito importante para nós, e para todos que acreditam que Nossa Senhora tudo pode mesmo para além da nossa morte. Eu creio! E comigo toda a Serreta que criou uma grande expectativa a respeito da vinda da devota brasileira.

Por favor, responda-me o mais breve possível porque o tempo urge e a nossa festa já está à porta, e uma das suas colaboradoras com um olhar para além mares, a quem manuscrevi uma carta, nos fins de Junho, anexando o historial, que publiquei no meu blog em http://silvarosamaria.blogs.sapo.pt/245590.html, ainda não me respondeu, em concreto, acerca do assunto, apesar da minha insistência.

Que Nossa Senhora o ilumine para a melhor resposta.

Respeitosamente me subscrevo, esperando a sua melhor atenção,

Rosa Maria Silva

2 comentários

Comentar post