Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Mui nobres e leais Cidades

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 27.02.08

As Armas dos seus Brasões
São mui nobres e leais:
Um Colar nas especiais;
Listel com designações.

Angra destaca o Açor,
Évora seu cavaleiro,
Sintra Castelo cimeiro,
Noutras a Mãe do Senhor.

Porto invicta cidade,
Com seu Castelo dourado,
Pela Virgem coroado
Resplendor de lealdade.

Guimarães "Cidade-berço",
Desta Nação Portuguesa,
Com Maria em realeza...
Seu manto lembra-me o Terço.

Rosa Silva ("Azoriana")

Nota: Inspirei-me num artigo do blog "Ilha Brava e Doce"

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De jts a 27.02.2008 às 17:21

Mui Nobre e Leal, amiga AZORIANA ; só uma alma tão grande como a sua, seria capaz de conceber um poema tão rico, tão musical e tão mavioso, como este.
Obviamente, que tenho que dar GRAÇAS, por um dia ter descoberto o seu "blog" de outro modo não teria tido a felicidade de trocar comentários e textos consigo.
Mas, ainda bem, pois a cultura não deve ter fronteiras e as nossas não têm muros.
Existe na minha vila de Mondim de Basto, uma zona de lazer, que o Município baptizou de Zona Verde. É das coisas mais lindas que a minha terra tem. E vai daí, fiz um pequeno poema para oferecer ao Presidente da Cãmara Municipal.

" Z O N A V E R D E "

A "ZONA VERDE"
Foi a pérola dos meus sonhos de político,
A menina dos meus olhos
Em todos os mandatos;
Por ela, dei tudo de mim e,
Contrariando a vontade de muita gente,
Ela aí está a perpetuar alguns dos meus actos.
A "ZONA VERDE"
Ex. Libris da minha terra
É zona lúdica e de lazer,
Onde todos usufruem o prazer
De diariamente com ela conviver.
A "ZONA VERDE"
Enquanto zona lúdica,
É o paraíso para as crianças de Mondim
Que ali praticam todos os jogos
Num entusiasmo sem fim.
Como zona de lazer, aquele espaço,
É reconfortante e retemperador
Onde toda a gente "carrega as baterias"
Depois de vários dias de labor.
A "ZONA VERDE"
É também a "porta de armas" de Mondim
Quem nos visita, admira-se e comenta:
"Não é em qualquer lado
Que se encontra um lugar assim".
A "ZONA VERDE"
A menina dos meus olhoos
Marca um tempo de política
Feita em caminhos de escolhos
Para fazer de Mondim,
Um jardim !!!

Este, é também para si.

Um abraço, Teixeira da Silva
Sem imagem de perfil

De aflores a 27.02.2008 às 18:44

Porto....claro!! E para quando uma vista?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")
DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
DEZ ANOS
2014/04/09

Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.


SELO
Azoriana/Açoriana Blog
Azoriana/Açoriana Blog
@ 2004 etc.
VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 – Azoriana no MEO Kanal


Azoriana no MundoPT

LIVRO editado:

Serreta na intimidade


LIVROS não editados:


2019
2018
2017
Assim de repente
(https://ajb521.s.cld.pt)
Letras cadentes
Letras luminosas
(https://ajb521.s.cld.pt)
Leves escritos
Lírios da escrita
O canto da Ave
Palavras açorianas
Recheio de Rimas
https://pt.scribd.com/document/102287547/Recheio-de-rimas
Sentir de ilhoa
Serreta documentário
Serreta em rimas
Sopro de vida
Todo o amor que me lavra

DESTACO
Folhetins/Fagundes Duarte
FONSECA DE SOUSA
SAPO: O prémio


ISSUU

MEO CLOUD





Links

Voz dos Açores - gravações