Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(767 até agora)

Motivo para escrever:
Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********


Caminho

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 24.11.08

Pode haver muitas estradas mas há apenas um Caminho. Foi esta a expressão que me incendiou o pensamento e me transmitiu uma imagem física de um caminho perfeito após a chegada de mais uma semana.

A imagem era de um verde esperançoso que me levava aos confins da natureza, toda ela recheada de beleza em diversos tons verdes, apaixonantes. Acho que nunca apreciei tanto a natureza como naquela hora que deparei com a imagem da moldura fiel de um caminho ladeado das árvores triunfantes, que nos ajudam a respirar. Fiquei pasmada e nem me apeteceu virar a visão para mais nada.

De repente, vi-te. Estavas com a mão estendida a acenar-me ao fim da clareira. Estavas lindo. Ainda me faltava ver o teu olhar que contrasta com a cor da natureza para me fazer lembrar que o mar é o outro caminho que também adoro... Fui devagar para não magoar o carreiro que estava todo limpo e asseado. Quando assim é, custa muito pisar o chão, porque parece que o magoamos...

Cheguei mais perto, após passar a formatura de árvores cuja idade é o abraço mais ou menos extenso que se dá ao tronco e cuja altura é medida pela extensão do que a vista alcança ... Lá estavas tu à minha espera e, desta vez, já apanhei o teu sorriso, nos lábios carregados de tentação. Como é bonito o teu sorriso entre verdes imensos, abençoados pelo dom celestial. Quase que já percebia o teu cheiro... Um cheiro a terra acabada de lavrar... Como te vi cativante nessa imagem ideal que até senti transbordar toda a minha alegria.

Mais um passo e consegui perceber a tua respiração intensa... Estavas ofegante, parecia que cada passo meu a aumentava mais um pouco... "Cheguei, amor!" - Disse-te. Era o único eco audível naquela paz triunfal, para além dos ecos dos seres alados. Tocaste-me com a mão que me acenara e eu deixei-me cair nos teus braços... Parecia que todas as árvores cantavam em uníssono: "Ainda bem que apareceste!". Completou-se, assim, a harmonia do quadro nas cores mais lindas que a natureza veste na tarde de uma vida. Os tons irão mudar noutro tempo mas ainda é cedo. Nessa altura serviram para baptizar um amor que acabava de celebrar o encontro perante um quadro deveras belo...

Caminho. O caminho é a estrada do amor quando rodeada de beleza, cor e paz. Afinal eras e és o sonho de onde acabo de acordar. É verdade! Sonhei contigo enquanto olhava a paisagem de um Caminho que me ajudou a encontrar as palavras que talvez nunca te disse perante um quadro real... Será que tu também me dirias: "Amo-te até ao fim do caminho!". Já o disseste noutros quadros e tardes...

Nisto ouvi a bênção chilreante dos pássaros, que de ramo em ramo, trilhavam o bailado do amor. Quedei-me, mais uma vez, num sonho agora acordado. E, nem sei bem porquê, percebi a inesperada gotinha de água quente que escorre suave pelo meu rosto. Há caminhos de saudade!

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil
Para a Fábrica de Histórias.
Sem imagem de perfil

KI a 25.11.2008

Interessante texto. Será a saudade um caminho em si?

Olá :)
Imagem de perfil

mafalda a 01.12.2008

olá.
bonito texto!
achei delicioso o modo como descreves a natureza e em como ela é parte essencial do encontro.
muito bonito!
beijos.
Imagem de perfil
Agradeço a visita e o comentário. Volte sempre!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")

DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
15 ANOS
2019/04/09


Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.

in DI Domingo. Foto de António Araújo

SELO
Azoriana/Açoriana
Azoriana/Açoriana
@ 2004 etc.

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 - Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD

Naturalidade:

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos publicados.
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres desde 1/1/1862, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.




Links

Dicionário

Jornal

O Blog que nos ajuda

Voz dos Açores - gravações