Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Clique e veja o que acontece


Versos de João Vital e alguns meus

por Azoriana, em 15.05.18

Siga a hiperligação para o livrinho de versos de João Vital

Com alguns da minha autoria no fim

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem aí o Dia dos Açores (21 de maio)

por Azoriana, em 14.05.18

"Decreto Regional nº 13/80/A, de 21 de julho de 1980.

Publicado no Diário da República I Série, nº 192/1980, de 21 de agosto. Página 2305

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

ASSEMBLEIA REGIONAL

Decreto Regional nº 13/80/A

Formada por pequenas comunidades isoladas durante séculos, a Região Autónoma dos Açores manteve cultos e práticas profundamente populares, totalmente enraizadas no quotidiano e de origem vincadamente portuguesa.
Porventura o mais significativo de todos eles será a comemoração do Espírito Santo – em que se entrelaçam as mais nobres tradições cristãs com a celebração da Primavera, da vida, da solidariedade e da esperança -, comemoração cuja vitalidade se alarga naturalmente a todos os núcleos de açorianos espalhados pelo mundo.
As celebrações são tão espontâneas, tão vividas e tão intensas que a natureza das coisas como que impõe um inevitável descanso no primeiro dia útil que se lhes segue.
Porque é o mais popular dos dias de repouso e recreio em toda a Região, entende-se justo consagrá-lo como afirmação da identidade dos açorianos, da sua filosofia de vida e da sua unidade regional – base e justificação da autonomia política que lhes foi reconhecida e que orgulhosamente exercitam.
Assim, e nos termos do artigo 229ª, nº 1, alínea a), da Constituição, a Assembleia Regional dos Açores decreta o seguinte:
Artigo único - 1 - Considera-se como Dia da Região Autónoma dos Açores a segunda-feira do Espírito Santo.
2 - É feriado regional o dia referido no número anterior.

Aprovado pela Assembleia Regional dos Açores em 26 de junho de 1980.
O Presidente da Assembleia Regional dos Açores, Álvaro Monjardino.
Assinado em Angra do Heroísmo em 21 de julho de 1980."

Publique-se.

O Ministro da República, Henrique Afonso da Silva Horta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Com uma pausa bimensal eis que chega o dia de aniversário deste estimado blogue. Nasceu no dia nove do mês de abril do ano de dois mil e quatro, numa sexta-feira. Hoje, segunda-feira, o dia entrou bonito para, também, participar da festa deste meu cúmplice diário. Quer dizer, esteve um pouco à deriva por razões que só a razão conhece, mas não deixou de ser o meu blogue. Não sei precisar se algum blogue do tempo do meu se aguentou até atingir os catorze anos. O que sei é que enquanto houver teclado e dedo o blogue não vai para o degredo.

Tantas recordações, tantas escritas a abraçar o poético, tantos sinais que fui marcando "escondidinho" mesmo que outras técnicas tenham sobressaltado a estas. O que vale aos blogues é terem interatividade com as redes sociais que atraem milhões de adeptos.

O que interessa, antes de mais, é agradecer e enaltecer o fiel depositário dos meus encantos: o SAPO. Ainda vim a tempo de verificar que os nossos escritos estão seguros (HTTPS) e que parar é como que começar de novo. Até quando?! Até eu notar que alguém ainda gosta de me visitar virtualmente.

Muito obrigada pela vossa companhia. Hoje deixa um "miminho" nos comentários. Um "olá"... ou simplesmente abraça-me como uma mãe a um filho ou filha... Esse é que é um abraço de coração...

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")
DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
DEZ ANOS
2014/04/09

Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.


SELO
Azoriana/Açoriana Blog
Azoriana/Açoriana Blog
@ 2004 etc.
VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 – Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD





Links

Voz dos Açores - gravações