Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Flor Maria (também em Azoriana blog)

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 18.04.16

Flor Maria

Serreta berço natal
Uma flor junto da serra
Florindo o vale da terra
Da Virgem paroquial.

Serreta flor imortal
Cujo brilho não encerra
Quando vista nos descerra
Todo o amor fraternal.

Se à Serreta trouxeres
Outra flor da emoção
Coloca junto a Maria.

Olha a Mãe como puderes
Cantando uma oração
À flor mais linda do dia.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para a Festa (à laia de apelo)

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 18.04.16

para_a_festa.jpg

Para a Festa

Rodamos o ano depressa,
Depressa se roda um ano;
Tarda o que não começa
E acaba por trazer dano.

Há quem faça uma promessa,
É próprio do ser humano,
Faça uma como essa
Para a festa do profano.

Na promessa há o divino,
No profano há alegria
E da noite nasce o dia.

Ajuda um bom destino
Que por ser terra pequena
Faz louvor de uma dezena.

Rosa Silva ("Azoriana")

 

10 ANOS DE ELEVAÇÃO A SANTUÁRIO
Maio 2006 / 2016
Festa comemorativa de setembro 2016

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não é vaidade...

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 07.04.16



Eu escrevo linhas lindas
Mesmo que seja mentira
Porém sei que alguém admira
E não as deixa infindas.

Eu escrevo as boas-vindas
E a saudade que delira
No teclado que suspira
As linhas que não estão findas.

Não é vaidade, meu Deus,
Uma alegria sem fim
De tudo o que sai de mim!

Tenho tantos versos meus
Com a musa inspiradora…
Da flor auxiliadora.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Relheiras

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 04.04.16

Relheiras

Imagem de Ricardo Caetano 2014

Relheiras de tanta ida
E vinda em paralelo
Num traço que é singelo
E fundo pela seguida.

Relheiras dupla saída
De um tempo quase belo
Por vezes ergue o cutelo
Mas há que seguir a vida.

Ladeadas de verduras
E tantas vastas farturas
De verdes embrionários.

Belezas que marcam eras
Invernos e Primaveras
De rumos certos e vários.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para ti, Pipoca (Paulo Borges)

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 03.04.16

A ilha chora de dor
Pelos filhos espalhados
Estudam p'ra ter valor
Quando forem retornados
E a mãe que lhe tem amor
Vive de olhos molhados.

A ilha de cor lilás
De festas e arraiais
De tudo ela é capaz
Pelos seus filhos leais
E a tua mãe o que faz
É esperar vires para trás.

Estuda, meu bem, estuda,
Agradece a tua sorte,
Pede a que Ele acuda
Te faça sempre mais forte,
Se a mãe não te der ajuda
Ajudará p'ra além da morte.

Que tenhas muita alegria
Amigos tens quantos queira
Coimbra é tua estadia
Teu berço doutra maneira
Estou esperando o dia
De abraçares tua Terceira.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")
DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
DEZ ANOS
2014/04/09

Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.


SELO
Azoriana/Açoriana Blog
Azoriana/Açoriana Blog
@ 2004 etc.
VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 – Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD





Links

Voz dos Açores - gravações