Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(835 até agora)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Entrevista a 5 de dezembro:


Continua a flor de maio!

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 29.04.21

Aida, a flor de maio!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vento, ventanias!

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 23.04.21

Primeiro é o assobio
Que o vento hoje nos traz
Quem será que o descobriu
E pará-lo não sou capaz.

Mas porquê parar o vento
Se o mar o ama tanto
Porque põe em desalento
A sua onda de espanto?!

Mas porquê parar a onda
Que entranha o pensamento
E numa força redonda
Dá asas ao que invento?!

Vem ventania por mim
Leva o que achares mal
Só não leves meu jardim
Nem as peças do quintal.

Leva algumas arrelias
E a pobreza enfadonha
Vem renovar nossos dias
Com a "vinda da cegonha".

Só mesmo a vida é completa,
Com os ventos d'esperança:
Seja um neto ou neta,
Que seja linda a mudança.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

BANDEIRAS UNIDAS

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 21.04.21

foto de José Freitas (Pastor)

Foto de José Freitas (Pastor) - meu cunhado

Tens o coração "partido"
Por amares duas mães
Uma onde foste nascido
E a outra dos teus bens.

A Bandeira faz-se unida
Para jamais esquecer
A tua Pátria querida
E a que sabe receber.

Portugal tem os Açores
Como ilhas de valor
E nos perdemos de amores
Pelo que nos dá Amor.

Seja aqui ou mais além
Interessa olhar o céu
Em muito lado há quem
Tenha nascido ilhéu.

Nesta hora que a rima
Brota com velocidade
Um abraço com estima
E também muita saudade.

Que os nossos emigrantes
Possam cá voltar um dia
Para sermos como dantes
Um solar de alegria.

Seja grande ou pequena
Seja mais ou menos boa
A nossa vida terrena
É o palco da pessoa.

Se se aproveita o bem
Porque o mal é coisa má
E se mal a gente tem
O perdão que venha já.

Quero cantar no teclado
Como canta o rouxinol
Louvar o Povo amado
Louvar a Lua e o Sol.

Louvar com profundeza
Quem ajuda ao progresso
E quem nos deu a beleza
Do canteiro que atravesso.

Meu canteiro é de abril
E floresce de repente
Como as ondas de anil
Beijando a terra da gente!

Se isto que eu vos lego
For digno de admiração...
É a luz que sai do ego
E contorna o coração.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Décimo sétimo blogue aniversário

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 09.04.21

Entre a folha verde, a bruma,
Entre choro, riso e saudade,
Foge o entrave, há vontade,
Há zelo por cousa alguma.

Dezassete faz em suma,
O blogue de jovem idade,
Com a bênção d'Amizade,
O carinho que se apruma.

[Não deu por isso que triste...]
Fico eu nas margens minhas
Como o ninho de andorinhas...

Quero que fique... ora existe,
Faz-se em sol do meu querer...
Se vivo... faz-me viver!

Rosa Silva ("Azoriana")

17azoriana_blog.jpg

Nota: Sexta-feira de 09/04/2004 e de 09/04/2021.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A rima de opinião

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 02.04.21

Cada jornal devia ter
A rima de opinião
Alguém ia gostar de ler
A quadra na edição.

Um cantinho a versar
Temas da atualidade
Era quase como cantar
Na escrita à comunidade.

Que seja esta ideia
Seguida por quem quiser
Ver uma coluna cheia
De odes homem/mulher.

Não me vou alongar mais
Digo isto com franqueza
A poesia nos jornais
É folar doce na mesa.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")

DATA DE CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
16 ANOS
2020/04/09


Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.

Just a piece of me
to the amazing world.


RETALHOS DE MIM
Ser AMIGO afinal
É muito mais que amar
É dizer o que está mal
Sem nunca mal se ficar.
...
Isto não é artimanha
Nem coisa de fazer mossa
Há quem queira e não tenha
Há quem tenha e não possa.
...
Na encruzilhada do ser
Há desejos florescendo
Ansiosos por caber
Na lava que vai nascendo.
...
A poesia é a mais bela
Temperança do viver
Quando crescemos com ela
Mais cresce o nosso ser.

Angra do Heroísmo
ilha Terceira - Açores.


in DI Domingo.
Foto de António Araújo

SELO
Azoriana/Açoriana
Azoriana/Açoriana
@ 2004 etc.

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 - Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD

Naturalidade:

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos publicados.
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres desde 1/1/1862, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.




Links

Dicionário

Jornal

O Blog que nos ajuda

Voz dos Açores - gravações

Blogues amigos

  • Em breve