Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(767 até agora)

Motivo para escrever:
Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********


Quarta-feira 28/10/2020

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 28.10.20

28102020

28102020_2

Olho para estas paredes
Que coloco nestas redes
E vejo-te o mãe querida
Por tanto que já passei
Foi de ti que hoje lembrei
Dezassete anos de partida.

Foi em outubro é certo
Que em mim ficaste perto
E de lembranças tamanhas
Fiz tanta quadra a rimar
Para unir a Terra ao Mar
Bem como outras façanhas.

Desde então eu colori
Os meus versos que vivi
Com maior intensidade
Corri mundo no pensamento
E debrucei-me no evento
Serreta na intimidade.

Adeus mãe até um dia
Que se encontre a alegria
De juntas irmos cantar
Perto do céu e das estrelas
Que, sem ti, não quero tê-las
No meu peito a iluminar.

Eras Matilde Correia
Que reúne a plateia
Para agora me escutar
Nem que seja um só ouvinte
Será sempre um requinte
Nesta arte de pautar.

Minha alcunha ("Azoriana")
Insular e açoriana
Regional e terceirense;
Da bravura é uma chama
Da cultura se inflama
O valor a Deus pertence.

28/10/2020

Quarta-feira (nasci numa quarta-feira)

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Musical rotunda sancarlense

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 22.10.20

rotunda sancarlense

É musical monumento
De Tomás Borba rotunda,
De João Dutra talento
Que bela Clave se funda.

Violoncelo atento,
Piano tecla profunda,
Que valoriza o momento
Da visita que os inunda.

É arte p'ra freguesia
Que conserva a melodia
Em rotunda escultural.

É prazer admirável
Clave de Sol impecável,
De outubro a ideal.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Construção naval

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 17.10.20

Quem constrói com seu trabalho
Obra pra bem navegar
Dizê-lo aqui não falho
Um dia vai lá chegar.

Mesmo de baixa maré
Ou água pelos cabelos
Chegará sempre com fé
Navegando em atropelos.

Não digo a correr mágoa,
Nem sei andar na água
Como anda uma canoa.

Só sei que um marinheiro
Faz do construtor primeiro
Leme da sua pessoa.

Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada caro José Ávila, de Modesto CA

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 12.10.20

tribuna portuguesa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

De repente

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 26.09.20

De repente uma saudade
Invadiu a minha mente
De falar da amizade
Que nos leva mais à frente.

Da rádio do estrangeiro
Que elege os escritores
Cujo tema verdadeiro
Vem nos poetas criadores.

Valorizo historiadores
E outras áreas e artes
Que levam nossos Açores
Divulgados noutras partes.

Euclides Alvares assim é
Bem como outros amigos
Que nasceram onde a fé
Recordam tempos antigos.

Em S. Carlos, da Terceira,
No seu sábado da morcela,
Está uma pasmaceira
Porque se está sem ela.

Nos Biscoitos, era a seguir,
Sua tourada do porto,
A ela não podem ir,
A pandemia deu pró torto.

Beijos e abraços
Rosa Silva ("Azoriana")

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")

DATA DA CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
15 ANOS
2019/04/09


Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.

in DI Domingo. Foto de António Araújo

SELO
Azoriana/Açoriana
Azoriana/Açoriana
@ 2004 etc.

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 - Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD

Naturalidade:

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos publicados.
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres desde 1/1/1862, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.




Links

Dicionário

Jornal

O Blog que nos ajuda

Voz dos Açores - gravações