Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Açoriana - Azoriana - terceirense das rimas

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! - Rosa Silva (Azoriana). Criado a 09/04/2004. Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores. A curiosidade aliada à necessidade criou o 1

Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(940...pausa... 981)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



3. Entrevista a 18 de novembro 2023 in "Kanal Açor"


**********

Versos de Ó!

06.05.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
Ó beleza imaginada, Ó certeza do que é belo, Ó ternura cortejada, Ó altura de castelo! Ó graça esverdeada, Ó doçura de amarelo, Ó frescura engalanada, Ó prazer nunca singelo! Ó medida, leque inteiro, Ó encanto verdadeiro, Ó (...)

Primeiro de maio

01.05.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
Dá-nos a ânsia de rimar Em dia de mais folguedo Que o toiro vai encimar A tarde do dia, sem medo! É mesmo maio a chegar, E as touradas, sem segredo, Quando o foguete estalar, Convém afastar do dedo. A Fonte toda se enfeita De gente que (...)

A razão de ser quem sou

26.04.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
Eis o púlpito de mim Há tempos a esta parte Nem sei se de mim aparte A razão de ser assim. Fui raiz de um jardim Talhado em pouca arte, Do engenho se reparte O que zelo até ao fim. Sou do cravo e da rosa, De uma vista airosa, Ao colo do (...)

Cuidar é bom...

22.03.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
Nesta valsa que é a vida Ao compasso do trabalho Só permanece garrida A horta do meu retalho. Quando eu for pra outro além Quero ser terra sedenta... Por cima de mim, também, Pode haver a suculenta. Gosto muito desses catos Que perduram (...)

Olhai e Vede

28.02.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
Eis a mão que segura as rosas. Eis a mão que ampara a Cruz. Ei-las que são tão amorosas, Ao darem o presente a Jesus. Teresa, a Santa, é das bondosas, Que às rubras rosas se conduz, Para tombar as horas dolosas De um reino de Sangue e Luz. (...)

"Ah! Vocês!"

10.02.24 | Rosa Silva ("Azoriana") | comentar
O Carnaval faz chorar A quem não pode estar No folguedo e diversão Ao ouvirem os estalidos Já se sentem atraídos A correr para o salão. O salão da freguesia Se rende à euforia Que na ilha é geral Levam tempo a ensaiar E também a fermentar (...)