Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Criações de Rosa Silva e outrem; listagem de títulos

Em Criações de Rosa Silva e outrem

Histórico de listagem de títulos,
de sonetos/sonetilhos
(861 até agora)

Motivo para escrever:

Rimas são o meu solar
Com a bela estrela guia,
Minha onda a navegar
E parar eu não queria
O dia que as deixar
(Ninguém foge a esse dia)
Farão pois o meu lugar
Minha paz, minha alegria.

Rosa Silva ("Azoriana")

**********

Com os melhores agradecimentos pelas:

1. Entrevista a 2 de abril in "Kanal ilha 3"



2. Entrevista a 5 de dezembro in "Kanal das Doze"



**********


Uma questão de toques

por Rosa Silva ("Azoriana"), em 17.11.14

Já perdi a conta às vezes que pensei (ou disse): este é o melhor que escrevi!

Podem acreditar que até a mim me surpreendo com o que, bastas vezes, escrevo. É algo que não terá explicação que não seja aos olhos do coração, da inspiração, portanto. Escrever na forma tradicional em sebenta, caderno, papel propriamente dito é muito raro eu fazer. A minha melhor opção quer dizer, a melhor ajuda ao meu impulso de escrita é tido por via de toque célere de teclas alinhadas por uma norma infalível, se formos a ver pela técnica, rapidez e sonoridade. O próprio teclado quando pressionada tecla-a-tecla com os dez dedos bem posicionados dá-nos um cântico novo, um amistoso acompanhante do que flui da mente, com os acordes do coração. Não há melhor melodia que esta, toque após toque, até se formar uma imensidão de palavras sonantes sem serem audíveis. Quando muito teremos de recorrer ao altifalante para colocá-las audíveis a um público que pode, ou não, surpreender-se pela grandeza do que foi registado a toque de toques.

Graças a uma excelente professora de datilografia que tive num ano já distante, a D. Dores Ávila, já falecida, é que cheguei à perfeição do uso das teclas da escrita. Outras teclas não sei se teria tanta afinidade como as de um aparelho de uso diário, quer pessoal quer laboral. Até de olhos fechados sei a posição das teclas e isso, sem dúvida alguma, devo-o à minha, tão bem lembrada, professora. Na altura tinha que usar uma tampa para o teclado, feita de madeira que cobria a zona das teclas de letras e números. Tinha que aprender a usar a fila do meio até à exaustão, a do meio combinada com a superior e depois a inferior ao ponto de saber a posição de todas as letras, em primeira instância, e só depois aprendi os números quer na fila acima das letras, quer no lado direito, melhor adaptado para sequência de cálculos.

Teclado

E fui muito feliz assim, com uma aprendizagem que me deu o caminho do futuro laboral porque comecei a trabalhar por ter superado um concurso com sucesso, à custa de me desenrascar muito bem com o teclado e o seu uso com rapidez. Daí por diante foi sempre um teclado fosse ele de máquina de escrever com teclas, fosse em equipamento informático, que me levou à especialização de toques… Não me perguntem é quais os dedos desta ou daquela letra, perguntem sim: onde devem estar, sempre, os dedos nas teclas de partida. Direi que nas de “asdf” e “çlkj”, zona central do teclado, obrigatoriamente. As outras letras vem derivadas da posição central e mais nada!

Rosa Silva (“Azoriana”)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Os escritos são laços que
nos unem na simplicidade
do sonho... São momentos!
Rosa Silva ("Azoriana")

DATA DE CRIAÇÃO
09/04/2004

A curiosidade aliada à
necessidade criou
o 1º artigo e continuou...
16 ANOS
2020/04/09


Não há rima para o tempo
Mas o tempo é uma rima
Que serve de passatempo
A quem o tempo estima.

Just a piece of me
to the amazing world.


RETALHOS DE MIM
Ser AMIGO afinal
É muito mais que amar
É dizer o que está mal
Sem nunca mal se ficar.
...
Isto não é artimanha
Nem coisa de fazer mossa
Há quem queira e não tenha
Há quem tenha e não possa.
...
Na encruzilhada do ser
Há desejos florescendo
Ansiosos por caber
Na lava que vai nascendo.
...
A poesia é a mais bela
Temperança do viver
Quando crescemos com ela
Mais cresce o nosso ser.

Angra do Heroísmo
ilha Terceira - Açores.


in DI Domingo.
Foto de António Araújo

SELO
Azoriana/Açoriana
Azoriana/Açoriana
@ 2004 etc.

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

VISITAS
Até 2015/03/30 tinha um total de 537.867 visitas.
Doravante estatísticas in SAPO
MEO KANAL
Canal nº 855035 - Azoriana no MEO Kanal



ISSUU

MEO CLOUD

Naturalidade:

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos publicados.
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres desde 1/1/1862, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.




Links

Angrosfera

Blogues amigos

  • Em breve

Dicionário

Jornal

O Blog que nos ajuda

Sítios onde estou

Voz dos Açores - gravações